top of page
  • Foto do escritorsofal0

GUIA PARA TUTORES DE PETS

Atualizado: 21 de dez. de 2022


casal com seu cachorro

Oncologia veterinária é a especialidade responsável por tratar neoplasias, ou seja, tumores benignos ou cancerígenos, e todos os problemas decorrentes do diagnóstico de câncer. Se você suspeita que seu animal de estimação possa estar com câncer, a clínica veterinária Oncozoo é o lugar certo para buscar ajuda.


Os Perigos do Câncer


Assim como nos humanos, o câncer em animais é uma doença extremamente delicada, devido aos grandes desafios que a proliferação das células oferece ao tratamento, bem como à dificuldade de determinação de uma causa específica que dê origem à doença, dificultando, portanto, sua prevenção.


Atualmente, muito devido ao aumento da expectativa de vida dos animais domésticos, o câncer é uma das principais causas de morte de cães e gatos no mundo todo, não sendo diferente no Brasil. Para se ter uma ideia, um estudo conjunto entre as universidades de Utah e Carolina do Norte, nos EUA, constatou que, a cada 100 mil cães, 5.300 morrem em razão de câncer; número 10 vezes maior que o de humanos.


Felizmente, contudo, constantes avanços científicos têm melhorado a eficiência dos tratamentos oncológicos em animais, possibilitando a cura em um número de casos cada vez maior, valendo lembrar aqui, que o diagnóstico precoce é sempre um grande aliado da saúde do seu pet.


Causas e Prevenção


Ainda não é possível determinar com precisão todas as causas do aparecimento de neoplasias em animais. No entanto, há fatores de risco que precisam ser observados com bastante atenção, sendo os principais:


  • predisposição genética da raça;

  • idade avançada;

  • obesidade;

  • superexposição ao Sol;

  • fumo passivo;

  • exposição a herbicidas e pesticidas;

  • enfrentamento de outras patologias


Além disso, é importante apontar quais são os tipos de câncer responsáveis pela maioria dos acometimentos em cães e gatos, e como evitá-los.


O aparecimento de tumores mamários é recorrente entre fêmeas não castradas. Segundo o CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária), a probabilidade do desenvolvimento de câncer em cadelas é de até 50%, e em gatas esse número é de 20%. Todavia, caso o tutor faça a castração da fêmea antes do primeiro cio, a probabilidade desse diagnóstico cai para apenas 0,5%.


O câncer de pele também é comum em animais de estimação, sobretudo naqueles de pelagem clara, como gatos despigmentados, ou em cães e gatos com exposição excessiva à radiação solar.


Outro tipo de neoplasia frequentemente encontrada em animais domésticos é o tumor hematopoiético, de origem no sangue, responsável por gerar cânceres como o linfoma e a leucemia.


Sintomas


Ficar de olho nos sinais que seu animal de estimação pode dar é primordial para um diagnóstico precoce, qualquer que seja a doença. No caso do câncer, a manifestação de sintomas tem grande variedade, e estes podem ser difíceis de serem observados, principalmente entre os gatos, que tendem a esconder tais condições.


Aqui está uma lista dos principais sintomas apresentados por cães e gatos, que deverão ser objeto de imediata avaliação clínica por um profissional veterinário e complementados por exames laboratoriais, para selar um diagnóstico:


  • nódulo ou inchaço;

  • ferida que não se cura;

  • perda ou ganho de peso sem motivo aparente;

  • perda de apetite;

  • tosse persistente;

  • mau hálito;

  • dificuldade para engolir ou respirar;

  • dificuldade para urinar ou defecar;

  • sangue nas fezes;

  • letargia


Tratamentos


Caso o diagnóstico seja mesmo de câncer, o próximo passo é definir com qual(is) tratamento(s) prosseguir. Nesta etapa, serão avaliadas as características do tumor para determinar uma chance de cura, e qual o método mais eficiente para tratar o animal, dentro da disponibilidade financeira do tutor.


Na maioria das vezes, a cirurgia oncológica é indicada para remover tumores, podendo ser complementada pela quimioterapia ou radioterapia, em casos mais graves. Há, ainda, o tratamento paliativo, que cumpre sua função em casos mais avançados da doença, onde o objetivo principal não é a cura em si, mas sim, cuidados que aliviam o sofrimento e proporcionam uma melhor qualidade de vida ao animal.


Para saber mais sobre cada tipo de tratamento que oferecemos, clique aqui.


Se você ainda tem dúvidas, confira nossa seção de perguntas frequentes, ou entre em contato conosco através do WhatsApp.

41 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page